Ads Top

“The Originals”: Produtora explica como final de “The Vampire Diaries” alterou desfecho de “Klaroline”

[ALERTA: Este post contém spoilers do último episódio de “The Originals”]

O último episódio de “The Originals” foi ao ar nesta quarta-feira (1º) trazendo algumas reviravoltas para nossos amados vampiros, sobretudo para Klaus Mikaelson (Joseph Morgan). Com a decisão do híbrido original de se sacrificar para salvar aqueles que amava, Caroline (Candice Accola) fez uma visita a Nova Orleans para se despedir de Klaus e dizer que nunca se esqueceria dele. Orientando-o a se despedir da filha Hope (Danielle Rose Russell), ela deu um beijo em seu rosto e o deixou para trás.

Em entrevista à Entertainment Weekly, a showrunner e produtora executiva Julie Plec revelou que esse nem sempre foi o final que havia pensado para o casal. “No começo, se você tivesse me perguntado: ‘Para onde Klaus vai quando tudo isso acabar?’ Eu diria: ‘Ele vai para Paris com Caroline Forbes’“.

Em seguida, ela explicou que algo na história de “Klaroline” mudou quando “The Vampire Diaries” chegou ao fim, no ano passado. Pra quem não lembra, no final de “TVD”, Caroline se casou com Stefan (Paul Wesley) e o perdeu logo depois, quando ele também se sacrificou para salvar a todos. “Este é o caminho certo para ter honrado Stefan. Porque uma vez que Caroline e Stefan encontraram amor, se casaram e ela o perdeu, nunca pareceu certo fazer Caroline esquecer Stefan e viajar pelo mundo por toda a eternidade com Klaus Mikaelson, mesmo eles tendo uma conexão e uma poderosa ligação. Eu realmente senti que era importante proteger a memória de Stefan“, afirmou Plec.

Daniel Gillies como Elijah e Joseph Morgan como Klaus em cena do episódio “When the Saints Go Marching In”, ‘series finale’ de “The Originals”. (Foto: Skip Bolen/The CW)

Ela também falou sobre o desfecho de Elijah (Daniel Gillies), que morreu ao lado do irmão, Klaus. “Desde o começo, essa era uma história sobre uma dinastia familiar defeituosa, e ao longo dos anos tornou-se um retrato de um paradigma familiar muito obscuro, altamente disfuncional e profundamente rompido, no qual havia milhares de anos de amor, ressentimento, abuso, erros, raiva, lealdade e tudo mais. Parecia que a maior praga de Elijah era seu apego codependente a Klaus durante os mil anos de sua existência. Como tal, a coisa mais honrosa para o homem mais honroso seria segurar a mão de seu irmão enquanto morriam juntos, como uma maneira de dizer: ‘Eu estive ao seu lado, eu permaneço ao seu lado’. Você pode argumentar que é saudável ou completamente autodestrutivo, mas é quem Elijah é, e Elijah conseguiu o que queria alcançar nesta vida, que era fazer seu irmão entender o poder do amor incondicional“.

E vocês, o que acharam do final de “The Originals”?!

O post “The Originals”: Produtora explica como final de “The Vampire Diaries” alterou desfecho de “Klaroline” apareceu primeiro em Hugo Gloss.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.